ATUALIZAÇÃO: Em 2021, vale a pena fazer um projeto de aplicativo híbrido?

2 anos depois, o que mudou? Aplicativos híbridos são uma alternativa viável ao desenvolvimento nativo?

ATUALIZAÇÃO: Em 2021, vale a pena fazer um projeto de aplicativo híbrido?
Em agosto de 2018 escrevemos aqui sobre as vantagens que aplicativos nativos tinham sobre os aplicativos híbridos (veja aqui o post original). Dentre os principais motivos destacamos fatores como a qualidade e desempenho do aplicativo e o impacto na experiência do usuário final. E hoje? Dois anos depois, o que mudou? Vale a pena considerar um projeto de aplicativo híbrido em 2021?

Antes de continuarmos, vale lembrar da diferença entre aplicativos nativos e híbridos:
  • Aplicativos Nativos: são desenvolvidos utilizando a linguagem de programação específica de cada plataforma. São elas, Swift para iOS (plataforma Apple) e Kotlin para Android. Assim o aplicativo precisa ser programado duas vezes e, normalmente, por profissionais diferentes, uma vez para cada plataforma;
  • Aplicativos Híbridos: são construídos utilizando alguma linguagem ou tecnologia que permita ser programado somente 1 vez mas que funcione nas 2 plataformas. Algumas destas tecnologias podem misturar um pouco das duas linguagens nativas ou utilizar recursos WEB.

De 2018 para 2021 o cenário é bem diferente! Muita coisa mudou e uma tecnologia híbrida em especial se consolidou como uma alternativa viável. React Native tornou-se uma alternativa competitiva e segura para um projeto de desenvolvimento de aplicativo. Esta tecnologia híbrida traz uma redução drástica no custo de desenvolvimento (por não exigir que se escreva o aplicativo 2 vezes) sem perder desempenho nem comprometer a experiência do usuário final.

Logo no site oficial do React Native


Mas qual o segredo? Como o React Native conseguiu trazer as vantagens de desenvolvimento híbrido sem comprometer performance e a qualidade final?

A "mágica" foi fazer uma ponte, um link, dos componentes nativos iOS e Android para um componente único em JavaScript. Desta forma, quando se programa por exemplo, um botão em React Native, mesmo que este botão seja escrito em JavaScript, ele tem uma versão iOS e outra versão Android. Assim o aplicativo final, na prática, está utilizando os componentes nativos de cada plataforma!

Ter esta ponte para as versões nativas de cada plataforma trouxe a possibilidade de escolher qual seria a linguagem a ser utilizada como origem para as duas plataformas. A escolha do JavaScript foi acertada por ser uma linguagem já muito utilizada e conhecida por muitos, atualizada constantemente e muito estável. O Stack Overflow Survey é talvez a maior pesquisa de tecnologias e linguagens de programação. A pesquisa de 2020 contou com quase 65.000 programadores de 180 países e JavaScript foi a linguagem mais popular sendo utilizada por 67% dos entrevistados. JavaScript é a linguagem mais popular por 8 anos seguidos! 😧 Veja aqui o resultado completo da pesquisa.

Outra ótima vantagem é a possibilidade de não utilizar o Javascript se for necessário. Uma parte específica do aplicativo pode ser escrita nas linguagens nativas de cada plataforma e funcionar perfeitamente com o resto do aplicativo escrito em JavaScript, permitindo assim usar o melhor dos dois mundos quando for necessário.

O resultado final é que um aplicativo feito em React Native é indistinguível de um aplicativo escrito completamente em Swift (para iOS) ou Kotlin (para Android). Tanto em performance quanto em qualidade na aparência, no design, nas animações ou na experiência do usuário em geral. Sendo assim uma excelente alternativa para se reduzir os custos com o projeto de desenvolvimento de um aplicativo em 2021. 

React Native em 2021


React Native foi criado pela equipe técnica do Facebook para resolver justamente este problema de ter que escrever o aplicativo uma vez em iOS e outra em Android. Em 2015, depois de alguns anos utilizando com sucesso no seu aplicativo, a equipe do Facebook resolveu abrir a ferramenta para o público. Este é o post original da divulgação em 2015. Desde então a sua adoção tem sido exponencial e hoje alguns dos maiores aplicativos disponíveis utilizam React Native. Veja alguns desses casos: 

Alguns cases de aplicativos utilizando React Native


Como pode-se perceber, grandes aplicativos hoje já utilizam React Native. Alguns deles compartilharam sua experiência com esta tecnologia. É o caso como o do Discord que conta como atingiu a mesma performance de um aplicativo nativo, do Instagram que explica o ganho de produtividade com um aplicativo híbrido e do Wix que escreve sobre a arquitetura para suportar milhares de usuários. Veja aqui mais detalhes sobre esses casos de sucesso.

Pensa em reduzir os custos de desenvolvimento e utilizar React Native no seu projeto? Nós da DevMaker já temos experiência para te ajudar a tomar a melhor decisão. Veja alguns dos nossos projetos como o MiAU, o Akarth e o Hub do Investidor.

Entre em contato agora com um consultor da DevMaker para falar sobre o seu projeto.